Novo recurso do Google pode descobrir a música que está na sua cabeça

O Google adicionou um novo recurso em suas ferramentas de pesquisa que permitirá que você murmure (ou assobie, ou cante) a música que está presa em sua cabeça e, em seguida, vai usar técnicas de aprendizado de máquina para tentar identificá-la.

O novo recurso já está disponível no Google app para iOS e Android, ou no Google Assistente – basta perguntar ao Google “Qual é a música” ou tocar no botão “pesquisar uma música”, em seguida, sussurar a melodia.

A plataforma, então, mostrará os resultados com base na probabilidade de correspondência e após isso, poderá tocar os resultados para ouvi-los (como faria com qualquer outra música que você procurasse na pesquisa do Google).

O Google diz que o recurso funciona usando seus modelos de aprendizado de máquina para “transformar o áudio em uma sequência baseada em números que representa a melodia da música”, que pode ser comparada com as músicas existentes.

Leia mais:
>>> YouTube lança programa de testes para usuários Premium
>>> Facebook avança na integração total dos seus aplicativos
>>> Como o YouTube está se preparando para combater a desinformação nas eleições americanas

A empresa diz que treina esses modelos em “uma variedade de fontes, incluindo humanos cantando, assobiando ou cantarolando, bem como gravações de estúdio”, retirando coisas como instrumentos e qualidade vocal para focar apenas nessa sequência numérica. Conseqüentemente, o recurso de zumbido para pesquisar deve funcionar independentemente de você ter ou não um tom perfeito.

O novo recurso para pesquisas já está disponível em inglês no iOS e em mais de 20 idiomas no Android, com planos para expandir no futuro.

Em breve os astronautas vão poder usar o 4G na… Lua!

A NASA concedeu à Nokia, US$ 14,1 milhões para implantar uma rede celular na lua. A concessão é parte de US$ 370 milhões em contratos assinados destinados a promover a pesquisa e o desenvolvimento para a exploração espacial.

O plano da Nokia é construir uma rede 4G / LTE e, eventualmente, fazer a transição para o 5G (assim como o plano terrestre). Será “o primeiro sistema de comunicação LTE / 4G no espaço”, de acordo com o anúncio da NASA.

“O sistema pode suportar comunicações da superfície lunar em distâncias maiores, velocidades aumentadas e fornecer mais confiabilidade do que os padrões atuais”, diz o anúncio.


O braço de pesquisa da Nokia, Bell Labs, forneceu mais detalhes deste processo através do Twitter. A empresa pretende que a rede suporte a operação sem fio de rovers lunares e navegação, bem como streaming de vídeo.

A rede será construída para ser compacta e eficiente, “especialmente projetada para suportar as condições extremas de temperatura, radiação e vácuo do espaço”.

Em uma transmissão ao vivo, a NASA anunciou que a rede se estenderia a espaçonaves e ajudaria a desenvolver tecnologia adequada para a lua. Embora não haja detalhes sobre a linha do tempo deste projeto se tornar realidade, tudo gira em torno do objetivo da NASA de ter uma base na Lua até 2028, afirmou o administrador da NASA, Jim Bridenstine.

Amazon Prime compra os direitos do filme “Um Príncipe em Nova York 2”

Netflix e Amazon Prime já disputavam há algum tempo os direitos para produzir a continuação do filme “Um Príncipe em Nova York”. A Netflix chegou a tentar lançar o filme na sua plataforma, mas a Paramount acabou rejeitando o acordo.

As propostas mudaram e, agora, a Amazon Studios pagou a quantia de US$ 125 milhões e será a responsável pelo lançamento do filme.
O longa já está filmado e tinha previsão de lançamento para dezembro de 2020. Os detalhes do enredo ainda são mantidos em segredo. Jennifer Salke, chefe do Amazon Studios, considerou o acordo como prioridade para a empresa.

A Amazon tem buscado adquirir obras que sejam potenciais sucessos comerciais para manter a competitividade diante da chegada de novos concorrentes, como o Disney+.

Lucas Amarildo

Lucas Amarildo

Jornalista de formação, apaixonado por produção de vídeos. Atuou em redações, produziu documentários e atualmente coordena a área técnica da Dia Estúdio com o objetivo de pensar estrategicamente as tecnologias e inovações adotadas nos projetos da empresa. Está sempre em busca das novidades do universo audiovisual, atualizações das plataformas e é justamente sobre isso que vai falar neste espaço!

 

* Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do Criadores iD

x