Como as marcas podem conversar com seu público no YouTube?

Há 15 anos, o YouTube é um lugar de encontro, onde as pessoas se unem através de uma tela para dividir os mesmos momentos. Não seria diferente em época de coronavírus, já que estamos todos isolados. Ao se conectar com o seu criador de conteúdo preferido, não só consomem mais, como ajudam na audiência.

E não importa o assunto, praticamente tudo agrega: educação, gastronomia, esportes e por aí vai. As pessoas – sozinhas – acharam no YouTube uma nova forma de amizade e foi então que os influenciadores digitais se renovaram. Como por exemplo o Fique em Casa #comigo que só se tornou real a partir da parceria com alguns criadores.

Outra ocasião marcante do ano foi a Primeira Parada LGBTQIA+ virtual do mundo. Isso porque a festa que costuma levar mais de 3 milhões de pessoas à Avenida Paulista, em São Paulo – por ano – teve 8 horas de duração e 10 milhões de visualizações em uma transmissão com debates sobre a comunidade LGBT e shows de artistas como Daniela MercuryEllen OlériaGloria GrooveLiniker e Pepita.

Outro importante evento online, que será transmitido na plataforma com apoio do Bradesco, é o YouTube Black Live Stream, marcado para o dia 20 de novembro. O propósito da live, que terá 3 horas de duração, é amplificar ainda mais as vozes de criadores negros, além de apoiar a data em referência à consciência negra, combatendo o racismo no país.

A transmissão, que será apresentada por ThelminhaTássio do canal Herdeira da Beleza, Johnny Klein e Ana Paula Xongani, também contará com a participação de criadores como Samuel Gomes, do Guardei no ArmárioPreta Araújo e Spartakus.

Todos irão dividir com o público suas experiências relacionadas às cinco maiores urgências da população negra no país. Para além das falas dos convidados, também haverá conversas, via chat, com grupos de 4 pessoas para troca de experiências e aprendizados. Mais uma forma de lembrar das conversas que importam.

 A língua dos criadores

O público da internet costuma ser plural, mas então como uma marca  pode conversar com seu público prioritário? A visualização é muito mais que um número, é uma conexão entre quem faz e quem assiste, gerando identificação. Nisso, os criadores de conteúdo são as grandes estrelas, sendo que já são mais de 105 milhões de usuários mensais, com isso,  76% dos brasileiros conectados conheçam o termo “YouTuber”.

É uma relação de amizade mesmo e por conta da audiência e autenticidade, os criadores são uma oportunidade para as marcas falarem com quem querem atingir. Confira alguns dados:

O poder dos Criadores: como marcas podem ampliar as conversas com seu público no YouTube?

 

O poder dos Criadores: como marcas podem ampliar as conversas com seu público no YouTube?
O poder dos Criadores: como marcas podem ampliar as conversas com seu público no YouTube?

Quer entender mais de criação de conteúdo e YouTube? Então olha aqui:

Gabi Bulhoes

Gabi Bulhões

Jornalista especialista em Economia e expert em respostas rápidas do que aconteceu na semana. Com café de combustível, navega em milhas quando o assunto é criação de conteúdo, desde apuração de notícias até estratégias de marketing. A pessoa perfeita em piadas ruins e a melhor cantora de chuveiro que você vai ver hoje.

x