Um novo concorrente do YouTube chega ao Brasil em junho. É o Zoome TV, um aplicativo que combina elementos de redes sociais e TV online. Monetização atrativa, interação com fãs e conteúdo on demand são promessas do novo serviço, que estreia com nomes fortes, como o youtuber Whindersson Nunes.

:: Leia mais: Instagram lança modo “Silenciar” para ocultar publicações do seu feed ::

O Zoome foi criado pelo brasileiro Ricardo Kurtz e apresentado mundialmente em 2016 para oferecer oportunidades de streaming de vídeo para pessoas e empresas ao redor do mundo.

Ao longo dos últimos dois anos, os membros da startup buscaram parcerias com emissoras, gravadoras e grandes nomes do entretenimento e do esporte. O jogador Ronaldinho Gaúcho é um deles. Ele foi o primeiro embaixador mundial do Zoome e continua a parceria com o aplicativo.

Agora, a cara do Zoome em terras brasileiras é a do youtuber Whindersson Nunes. Ele divulgou em seu Instagram que terá um canal e irá produzir conteúdo exclusivo para a plataforma.

 

Serviços diferenciados

Além da veiculação de vídeos e de transmissões ao vivo, o Zoome promete serviços exclusivos. Na plataforma será possível publicar conteúdo on demand e alcançar públicos específicos para cada assunto abordado nos canais, através de algoritmos próprios do sistema.

Também poderão ser adicionadas as opções de Pay-Per-View, e-commerce com downloads de conteúdo (músicas, vídeos, etc.) e até impulsionamento de vídeos ou de outros canais.

Para os fãs, a vantagem está na aproximação com os ídolos. Será possível se comunicar com eles através de mensagens de texto, áudio ou vídeo. E o Zoome garante que elas serão lidas e respondidas através de suas ferramentas de interação.

A ideia é valorizar e tornar mais amplo o acesso a conteúdos desenvolvidos pelos integrantes da comunidade, desde a produção até a venda.

Ricardo Kurtz disse que os desenvolvedores sabem que cada pessoa tem gostos e necessidades exclusivas, por isso criaram um serviço que se encaixa e é lucrativo para todos – tanto intelectual quanto financeiramente.

 

Monetização atrativa

O modelo de monetização oferecido pelo Zoome é atrativa para criadores de conteúdo. A proposta é dividir o faturamento com o produtor de conteúdo e oferecer liberdade total na negociação da publicidade.

Como o fornecimento do aplicativo é gratuito, o público poderá ter acesso a conteúdos exclusivos através de micropagamentos. O objetivo é fazer com que cada usuário pague apenas pelo material de artistas, atletas e personalidades que mais gosta.

 

Como usufruir

Quem quiser acompanhar os vídeos de Whindersson Nunes e de outros canais no Zoome precisa apenas se cadastrar na plataforma. O mesmo vale para quem quiser se tornar um produtor de conteúdo de ter a sua própria TV online. Os cadastros podem ser feitos no site oficial.

Quem se cadastrar até o dia 07 de junho terá acesso à plataforma já no dia 14 de junho. As pessoas que não estiverem cadastradas precisam aguardar uma semana a mais até o lançamento oficial do serviço, que acontece dia 21 de junho.