Criadores que publicarem conteúdo duplicado em seus canais poderão ser penalizados pelo YouTube e deixar de ter vídeos monetizados, de acordo com as novas regras do programa de parceiros da plataforma. A ideia é impedir que os canais cresçam de forma não original.

:: Leia mais: Algoritmo do YouTube: estudo da ViU HUB aponta fatores para melhorar a entrega dos vídeos:

De acordo com o anúncio no fórum do YouTube Partner Program, as novas políticas vão além dos direitos autorais. Elas devem afetar vídeos que parecem ser gerados automaticamente, ou que tenham materiais de terceiros sem conteúdo adicionado pelo criador.

Isso não quer dizer que canais que utilizam partes de outros vídeos para produzir conteúdo serão removidos do YouTube Partner Program. Se o criador contribuir com comentários, narração, valor educativo ou edição, seu canal será monetizado sem problemas.

O objetivo é certificar que somente canais com conteúdo útil, original e relevante façam parte do programa de parcerias da plataforma e ganhem dinheiro com seus vídeos.

Quando um canal for removido do YouTube Partner Program por conta de conteúdo duplicado, o criador poderá remover ou atualizar os vídeos para que fiquem de acordo com as regras do programa de parcerias. Em 30 dias, o YouTube irá analisar o conteúdo para que o canal volte a ter conteúdo monetizado.