Um vídeo postado pelo Clone na última sexta-feira (13/04) ganhou repercussão na internet por conta de seu conteúdo, que traz uma “pegadinha” de suicídio. Outros youtubers se manifestaram, criticando a atitude do Clone bem como o próprio YouTube Brasil.

:: Leia mais: WhatsApp lança recurso para recuperar mídias deletadas dos aparelhos ::

Logo no início do vídeo, o Clone fala por cerca de dois minutos sobre suicídio, dizendo que “é algo bem sério”. Em seguida, fala como a “pegadinha” irá funcionar e que utilizará sangue falso.

Depois da repercussão, o YouTube passou a notificar o público de que o vídeo “pode ser impróprio para alguns usuários”.

Mesmo com a explicação, o vídeo rendeu comentários bastante divergentes entre os espectadores. Alguns deixaram elogios e registros de que o canal “ganhou mais um inscrito”.

Outras pessoas demonstraram desconforto com a forma como o Clone tratou um tema tão delicado.

Além dos comentários no próprio vídeo, alguns youtubers se manifestaram sobre o assunto, fazendo o caso ganhar ainda mais repercussão.

O Felipe Castanhari foi um dos primeiros a se manifestar sobre o caso. Em um tweet, postou uma imagem do vídeo do Clone juntamente com uma mensagem citando o YouTube e a expectativa da plataforma se tornar respeitada por todos.

Quem também demonstrou sua opinião no Twitter foi o youtuber Luba. Ele criticou a atitude do Clone, chamando-o de “imaturo” e “desesperado por visualização”.

A sequência de tweets do Luba também traz uma crítica ao YouTube e sua demora em se manifestar sobre o caso. Além disso, o youtuber falou sobre aprender com as críticas e erros a fim de se tornar uma pessoa melhor.

A repercussão do tema também traz à tona a política de monetização do YouTube. Já fizemos matérias sobre o assunto, inclusive citando o Clone, que fez um vídeo falando sobre a perda de monetização em seus vídeos.

Vários canais que produzem conteúdo inédito estão perdendo a monetização de seus vídeos sem maiores explicações por parte do YouTube. Enquanto isso, outros ganham força com conteúdos que violam as políticas da plataforma.

No Brasil a questão está ganhando cada vez mais força. Vários youtubers estão se manifestando, principalmente por conta dos vídeos “em alta”, que trazem conteúdos gravados da TV. Eles questionam o YouTube Brasil para que tome atitudes.

O YouTube Brasil ainda não se manifestou publicamente sobre o vídeo do Clone.