Atualização em 23/09/19 às 12h:

Depois da polêmica causada pelas mudanças, o YouTube anunciou, em seu blog oficial, algumas mudanças. Os criadores de conteúdo que já têm a verificação continuarão com o selo sem precisar abrir solicitação. Além disso, o YouTube vai reabrir as solicitações de verificação para os canais com mais de 100 mil inscritos. A nova visualização, que estava prevista para outubro, ficará para 2020.

Na última quinta-feira (20), o YouTube anunciou uma mudança no programa de verificação dos canais. Com isso, haverá uma alteração na aparência e novos requisitos de elegibilidade que podem até prejudicar canais que já são verificados.

Segundo um post da página de suporte do YouTube, a mudança acontece para ajudar a identificar a identidade dos canais.

A plataforma constatou que as pessoas associavam a marca de verificação (✓) como um endosso de conteúdo, como se o próprio Youtube aprovasse os vídeos do canal. Por isso, haverá uma nova aparência para distinguir os canais oficiais de criadores, celebridades e marcas, a partir do fim de outubro, eles ficarão com um fundo cinza no nome do canal.

Mudanças na verificação de canais

Leia também: YouTube deixa de exibir o número completo de inscritos

Novos requisitos de verificação

A notícia de maior polêmica é a mudança nos requisitos de elegibilidade. O novo critério prioriza a verificação de canais que realmente precisam de uma prova de autenticidade, como criadores, artistas, figuras públicas ou marcas. Além disso, apenas canais com mais de 100.000 inscritos são elegíveis. E critérios como presença online também serão avaliados.

Outra novidade é que o YouTube vai verificar os canais de forma proativa, ou seja, a plataforma não aceitará mais solicitações de verificação.

Para os canais que já possuíam a verificação e que se encaixam nesses requisitos, nada muda. Já para quem não preenche os critérios, poderá perder o selo. Alguns criadores relatam que receberam um email notificando a perda da verificação.

O que você achou das mudanças? Conta pra gente no Twitter @CriadoresiD.