2017 não está sendo um ano fácil para PewDiePie. Durante o final de semana, Felix Kjellberg, mais conhecido como PewDiePie, fez uma transmissão ao vivo enquanto jogava o game PlayerUnknown’s Battlegrounds. Em determinado momento, aparentemente irritado por não conseguir acertar um alvo, o maior youtuber o mundo solta: “What a fucking nigger“.

A palavra “nigger” tem uma tradução próxima de “preto” ou “crioulo” e é considerada tão ofensiva para negros em países de língua inglesa que costuma ser escrita com censura pela imprensa local. A frase em português daria algo como “que m&rd* é essa, negão”.

:: PewDiePie perde o posto de youtuber gamer mais influente do mundo na lista da Forbes ::

Em meio à polêmica, Sean Vanaman, cofundador da Campo Santo Games e criador do jogo Firewatch, postou uma série de comentários no Twitter afirmando que entraria com um processo para forçar o YouTube a tirar do ar todos os vídeos de PewDiePie em que ele aparece jogando Firewatch e proibi-lo de postar qualquer material da desenvolvedora.
E parece que a ação veio rápida, já que um vídeo de 2016 que mostrava o youtuber jogando o game saiu do ar. Ele tinha 5,7 milhões de visualizações, como notou o próprio Vanaman em seus tweets.

Há quase um mês o youtuber havia feito um vídeo prometendo não usar mais expressões que remetesse ao nazismo, pois, além da polêmica com o vídeo zombando judeus (o que resultou na quebra de contrato com a Disney), PewDiePie também fez piada com as manifestações de Charlottesville.

 

:: PewDiePie tem contrato com a Disney cancelado após vídeo com piada nazista ::