A Parada do Orgulho LGBT de São Paulo foi transmitida ao vivo pela segunda vez consecutiva pela Dia Estúdio com apoio do YouTube. A #ParadaAoVivo foi transmitida simultaneamente durante dez horas em oito canais do YouTube com mais de 30 convidados.

A live começou com um esquenta protagonizado pela dupla Armário de Saia, Dora Escher e Rizzih. As drags se montaram ao vivo enquanto cantavam com Rizzih no violão.

Na abertura, os apresentadores Edu e Fih, do Diva Depressão, Lorelay Fox, do Para Tudo, Fernanda e Herbet, do Canal das Bee, Louie PontoSpartakus e Mandy Candy comentaram sobre as expectativas da Parada de 2019.

No estúdio, os apresentadores falaram sobre a importância da visibilidade LGBT e a trajetória de aceitação de cada um.

Em seguida, os convidados começaram as suas participações na live. Pedro HMC, Klébio Damas e Paulo Vaz conversaram sobre Stonewall, tema da Parada do Orgulho do LGBT em 2019, aceitação da família e a importância das siglas.

Monica Benicio, companheira de Marielle Franco, também passou pelo estúdio para conversar sobre militância de direitos humanos e ativismo nas pautas LGBT junto com Kim RosaCuca e Juliana Ritter.


A repórter de rua, Maíra Medeiros, correu pela Avenida Paulista e conseguiu entrevistar Gloria Groove, Lexa e Iza de dentro do trio elétrico.

Para o encerramento, Rafa Dias invadiu o estúdio para agradecer e contar mais sobre os bastidores do projeto.

Nas redes sociais, o público pôde interagir através da hashtag #ParadaAoVivo, que esteve entre as mais faladas do dia.
Os convidados da live #ParadaAoVivo conseguiram falar sobre conteúdos sérios e importantes com leveza e simplicidade. Os melhores momentos já estão disponíveis em playlist no canal da Dia Estúdio.