Para ter um bom desempenho no YouTube é importante que você acompanhe os dados do seu canal, ou seja, só postar e sair correndo não vale. A notícia boa é que, por mais que essa tarefa pareça difícil, o YouTube tem uma plataforma cheia de dados que ajudam a entender a performance e visualizar possíveis pontos de melhoria. E, para usá-la você não precisa de nada além de um canal.

O que é o YouTube Analytics?

O YouTube Analytics é uma plataforma dentro do YouTube Studio que funciona como um banco de dados do seu canal. É lá que você vai encontrar os dados do público, o crescimento do canal e o tempo de exibição e retenção dos vídeos, que são métricas super importantes para o algoritmo YouTube.

Como usar o YouTube Analytics?

Você só precisa ter um canal com vídeos, sério! Ao acessar a conta do seu canal, abra o YouTube Studio e entre na aba Estatísticas, é lá que você vai encontrar o que precisa. Na parte superior existe um seletor de data, onde é possível selecionar o período para análise.

Principais relatórios

Para quem nunca entrou, o YouTube Analytics pode parecer até um pouco assustador de início, mas com o tempo (e a prática) você se acostuma com os relatórios e fica até fácil de usar. Mas, como não queremos complicar a vida de ninguém, fizemos uma lista com os relatórios mais importantes e como você pode (e deve) usá-los.

Origens de tráfego

Quer saber por onde as pessoas chegam no seu canal? Aqui é o lugar! Na aba “alcance” você encontra alguns relatórios de origem de tráfego para entender por onde as pessoas chegam no seu canal.

Tipos de origem de tráfego

Aqui você pode identificar por onde os espectadores descobriram seu conteúdo. Se poucas pessoas encontram vocês pelas buscas, por exemplo, investir em técnicas de SEO para YouTube é uma boa alternativa.

Origem do tráfego: Vídeos Sugeridos

Esse é o relatório onde você encontra por quais vídeos (e canais) as pessoas chegaram no seu canal e ele é uma fonte de ideias para possíveis collabs.

Tempo de exibição e vídeos mais acessados

Na aba “interesse dos espectadores” é possível monitorar o tempo de exibição. Isto é, o total de minutos assistidos do canal. Essa é uma das métricas mais importantes para o algoritmo do YouTube. Nessa aba você também pode conferir o tempo de exibição por vídeo e entender o tipo de conteúdo que funciona melhor para seu público.

Retenção

E, quando o assunto é algoritmo, a retenção também é super importante e ajuda a entender se o público assistiu ao vídeo todo ou onde as pessoas costumam parar de assistir. Os dados são apresentados em gráficos e fica bem visível para entender a retenção. O YouTube até disponibilizou um exemplo:

Segundo o próprio YouTube, vídeos com retenção e tempo de exibição consistentemente altos aparecem com mais frequência na pesquisa e nas sugestões da plataforma.

Dados Demográficos

Sabe quando falam que é muito difícil produzir conteúdo sem saber para quem você produz? Pode até parecer meio batido, mas é super verdade. Além das métricas que já falamos, o YouTube Analytics também possui um relatório com alguns dados como gênero e idade. Utilize a aba “desenvolvimento do público” para acessar.

Taxa de cliques

Você costuma criar thumbnails para os vídeos? As miniaturas são responsáveis por até 60% das intenções de clique, ou seja, é MUITO importante que você não esqueça delas. No relatório é possível medir o CTR, que é a porcentagem de impressões que geraram visualizações.

Precisamos lembrar: só um CTR alto não é sinônimo de sucesso. Ele precisa ser medido junto com os outros dados. Então nem pense em criar algo sensacionalista só para gerar cliques! Afinal, é preciso que a thumbnail realmente transmita o que vai ser mostrado no vídeo.

Vídeos mais rentáveis

Produzir vídeos para o YouTube é a sua profissão ou faz parte da estratégia de Marketing da sua empresa? É importante que seus vídeos sejam monetizados, mas esteja sempre atento às regras da plataforma. Na aba “geração de receita” você acompanha a receita mensal estimada, os tipos de anúncios e até os vídeos mais rentáveis, que também servem como pesquisa para pensar e produzir novos conteúdos.

Leia também: Entenda como funciona o novo sistema de strikes do YouTube.

Como está o desempenho do seu canal?

Agora que você já sabe como analisar a performance do seu canal, queremos saber, os resultados estavam como o esperado? Marque @criadoresid no Twitter para nos contar!