O ano de 2017 foi decisivo para oficializar as redes sociais como plataformas de marketing. Segundo uma pesquisa da Paid Social Trends realizada com 210 marcas, o vídeo tem um papel fundamental neste processo. A edição mostra que o investimento em anúncios em redes sociais cresceu 78% de janeiro a setembro na comparação entre 2016 e 2017.

Segundo Paola Máximo, diretora operacional da iProspect, a presença das marcas em redes sociais por meio de anúncios cresceu fortemente, impulsionada pelo requinte de informações para criar estratégias de comunicação assertivas e relevantes, além do engajamento do consumidor nas plataformas.

O investimento, porém, variou bastante dentro das redes pesquisadas (Facebook, Instagram, Pinterest, Snapchat e Twitter). No Twitter e Pinterest, o gasto diminuiu, 12% e 35%, respectivamente, enquanto com o Facebook cresceu 36%  no terceiro trimestre comparado com mesmo período em 2016. Isso pode ser atribuído para o desempenho historicamente mais forte do Facebook em relação ao impulsionamento de vendas, especialmente nas proximidades das festas de fim de ano.

No período de janeiro a setembro na comparação entre 2016 e 2017, o custo no Facebook e Instagram cresceu 130% e 104% respectivamente, enquanto as demais redes apresentaram quedas significativas. Esses aumentos são devidos principalmente a maior adesão dos clientes e a aplicação de estratégias completas para captura de leads nestas plataformas.

O estudo também identificou crescimento em todas as verticais de marketing em vídeos. Segundo Paola Máximo, os vídeos estão ficando cada vez mais criativos. Além disso, há clientes redistribuindo o orçamento da TV para impulsionar os vídeos nas redes sociais e aprofundar sua segmentação, eficiência e mensuração.