No dia 9 de janeiro de 2007, Steve Jobs anunciou o lançamento do iPhone, aparelho que prometia unir o iPod, telefone e acesso à internet. Em 10 anos de iPhone no mercado, a Apple lançou diversas versões do smartphone, que avança cada vez mais em tecnologia e mudou a maneira como as pessoas relacionam-se com celular. Ou vai dizer que você ainda usa o dispositivo apenas para fazer ligações?

A palestra de Jobs que anunciou o iPhone é inspiradora. Hoje estamos acostumados a viver no mundo extremamente conectado e tendo o celular como uma extensão do corpo, mas a reação da plateia no evento nos faz lembrar o quanto o lançamento foi inovador:

O primeiro iPhone era vendido a US$ 499 e a estimativa era de que a Apple aumentasse suas vendas em US$ 1 bilhão com a novidade. A última geração, o iPhone 7, chegou às lojas dos EUA em dezembro do ano passado custando US$ 649. Hoje, a empresa criada por Steve Jobs  fatura cerca de US$ 28 bilhões em um único trimestre. Mais de 1 bilhão de iPhones foram vendidos desde o lançamento. Mesmo com os preços pouco convidativos no Brasil, o celular ganhou o mercado, sendo símbolo de inovação e status.

Mas o iPhone girou a economia muito além das vendas da Apple. O mercado de aplicativos teve início com o aparelho touchscreen e a criação da Apple Store. A partir daí são diversas iniciativas em todos os cantos do mundo desenvolvendo apps, sejam de jogos, de fotografia, novas redes sociais, para ajudar na organização… Reunir todas essas facilidades e entretenimento em um aparelho, que já era carregado diariamente no bolso, tornou o celular um item essencial.

Confira a evolução de 10 anos de iPhone:

10-anos-iphone-steve-jobs-evolucao-iphones

O último lançamento – iPhone 7:

10-anos-iphone-steve-jobs-iphone-7

O pontapé inicial foi da Apple, mas depois do anúncio do iPhone, toda indústria de celulares precisou correr atrás, surgindo então os dispositivos com sistemas Android e Windows Phone. O avanço na tecnologia foi muito rápido desde então. Hoje vemos smartphones que fazem fotos com qualidade melhores do que algumas câmeras fotográficas. O jogos tornarem-se mais interativos com o acesso à internet e, mais recentemente, usando realidade aumentada. Até mesmo as mensagens sms ficaram para trás e a comunicação se dá por meio de aplicativos que permitem conversas em grupo, por áudio, por vídeo e chamada de voz.

Marcas como Samsung, Motorola e Sony avançaram no mercado por oferecerem smartphones a preços bem reduzidos em comparação com o iPhone. Os celulares com sistema Android são hoje 87% do mercado, enquanto o sistema iOS da Apple tem uma parcela de 13%.